LV na cozinha

Este é o must. Bom demais! E pode ser feito em várias versões, ou seja, em várias misturas de sabores.

Ingredientes:

– 01 copo de iogurte natural

– A mesma medida de óleo

– 04 ovos

– 01 caixa de gelatina de limão

– 01 pacote de massa de bolo sabor limão

– 1/2 colher de fermento em pó

Modo de fazer:

Bater tudo na batedeira, menos o fermento. Após bem homogêneo, juntar o fermento e mexer com a colher. Colocar em fôrma untada e enfarinhada, levar ao fôrno até dourar.

Variações: podem ser trocados os sabores da massa e/ou da gelatina; Ficam deliciosos! Já fiz de chocolate com gel. de morango, de maracujá, abacaxi…

Anúncios

Pessoal, esse é um bolo de chocolate simples que peguei há muito tempo em uma revista “Cl*áudia Cozinha”, mas fica uma delícia! Super leve e fofinho. Fiz nesse final de semana e voou tudo em 1 dia.

Massa:

– 2 xícaras de farinha de trigo;

– 1 xícara de açúcar;

– 1 xícara de achocolatado;

– 1 xícara de óleo;

– 1 xícara de leite fervente;

– 1 colher (de sopa) de fermento em pó;

– 2 ovos.

Bata os ovos com o açúcar por 05 minutos na batedeira. Junte o óleo e o achocolatado e bata mais 3 minutos. acrescente a farinha e mexa, coloque o fermento e logo em seguida o leite, e misture. Aqueça o forno em temperatura moderada. Unte a assadeira com margarina e farinha, despeje a massa e assem aproximadamente 30 minutos.

Cobertura:

– 03 xícaras de leite, 01 xícara de achocolatado, 01 colher (de sopa) de margarina, 3 colheres (de sopa) de açúcar.

Misture tudo e deixe ferver por aproximadamente 20 minutos ou até engrossar.

Espere o bolo esfriar, fure-o com garfo e despeje a calda por cima. Fica divino!

Galinha Escabelada – Versão do Gerson para o Mothern

 – Pequenos filés de frango (O suficiente pra cobrir bem o fundo de um refratário do tamanho da fome da sua família);
– Molho a base de tomate (Cada mamãe sabe o sabor do molho preferido da galera de casa. A dica é usar manjerona, que dá um gostinho especial. Detalhe: folhas secas liberam mais o sabor, e as frescas são mais aromáticas. Cuidado na dose.)
– Requeijão (Utilize o seu preferido. Quanto mais líquido, mais fácil de usar);
– Queijo Mussarela (O suficiente para cobrir o refratário, mas ninguém vai ficar brabo se for um pouco a mais, não?);
– Batata Palha (Também o suficiente para cobrir o refratário, mas compre a mais pois a gurizada é LOUCA por essas batatinhas, e também é bom pra aparar o molho no prato… hehehehehe…).

O modo de fazer é bem simples. Tempere os filés (lembre, pequenos filés, pois na hora de servir, tu vais utilizar uma colher ou algo parecido. NADA DE FACA, OK?) com o gostinho de casa, não exagerando no tempero, pra não ficar muito forte. Uma dica legal é por um pouquinho de vinagre balsâmico, pra deixar ele escurinho e dar uma encorpada no sabor. Deixe marinando por um tempo, tipo uma hora, e depois comece a dourar os filés. Se tu não usares o vinagre no tempero, pode por um pouco de açúcar no óleo, pra dourar o frango… Umas pitadas são o suficiente…
Conforme vão ficando prontos os filés, eles já podem ser acomodados no refratário. Se tu fores multitarefa, podes fazer o molho durante o processo do frango, mas não tem problema. Depois de dourado e acomodado no refratário, o frango deve ser coberto com o molho (Faça o suficiente para cobrir o refratário. Ele tem que ser espesso, pra não virar uma sopa).
Aplicados o frango e o molho, é a hora do requeijão. Espalhe por todo refratário, mas não se preocupe em cobrir exatamente TODOS os espaços, pois ele aquece e se espalha. Aplicar sobre tudo isso o queijo. Sobre o queijo, o que dá nome ao prato, vem a batata palha, cobrindo todo o refratário.
Se tu não tiveres bebendo vinho enquanto faz o prato, lembra que depois disso tudo ele vai ao forno o tempo suficiente para derreter o queijo.
Pra acompanhar, arroz branco, umas batatinhas, uma saladinha leve e um bom Cabernet Sauvignon.

>>> VARIAÇÕES:

Depois de acomodar o frango e o molho, tu podes espalhar chester defumado, rasgadinho, sobre ele e continuar as camadas, ou então (o meu preferido) folhas de espinafre, que devem ser escaldadas, o suficiente para que amoleçam um pouquinho.

Domingo à noite, chuvinha chaaata, fominha de algo diferente… Folheando meus livros de receita, olha que dei de cara com esta aqui, que parecia ser perfeita… E dá para fazer na máquina de pão, olha a glória!!!

Eu ainda pensei em fazer os pãezinhos doces da Lê (receita abaixo), mas já tinha me imaginado abocanhando um pãozinho recém saído do forno, com um pouco de manteiga quente… hmmmmmm

Não resistí, óbvio!

Ingredientes

Peneirar em uma superfície lisa:

– 3 xícaras de farinha de trigo

– 2 cls de sopa de sopa de cebola em saquinho (coloquei 3 e achei que ainda ficou pouco)

– 1 1/2 cl de chá de fermento seco

– 1 cl de sopa de leite em pó (como sempre tenho em casa, coloquei, mas é opcional)

– 2 cls de sopa de açúcar

Abrir um buraco no meio e colocar 1 1/4 xícara de água.

Trabalhar a massa normalmente, deixando crescer por meia hora, sovar, deixar descansar por mais meia-hora e cortar em 10 pedaços menores que uma bola de tênis.

Deixar descansar por mais meia hora.

Colocar em assadeiras e assar em forno médio por cerca de 30 minutos, ou até o pão dourar.

Fica uma delícia dos Deuses!

Quem tiver máquina, é ainda mais fácil… basta colocar a água na forma, depois acrescentar os ingredientes secos, deixando o fermento por último.

Colocar no ciclo amassar e, quando estiver pronto, só porcionalizar e assar. 

A receita original tirei de um livro de receitas de Pães, daquela coleção de receitas em 23 fascículos, da Folha.  😉

Visão da perdição é esse pão saindo do forno, delicia demais da conta, já fiz muitas vezes e o recheio sempre varia, esse da foto foram de goiabada e o outro de um pouco de tudo (ervilha, presunto, queijos, tomate picado e oregano)

Pão de leite recheado
260 ml de leite
460 g de farinha de trigo branca
2 colheres de chá de sal
2 colheres de sopa de leite em pó
2 colheres de sopa de açúcar
3 colheres de sopa de óleo
2 ½ colheres de chá de fermento seco em sache

Selecione o programa dough para sovar a massa e recheie o pão como preferir.

Agora amiga se você é como eu uma “desmaquinada”, misture tudo, sove uns 10 minutos e deixe crescer com fé tudo dá certo 😉

Esse pão não tem erro.

Recheado de nutella com requeijão então ainda quente é de comer rezando .

A Chris atiçou a mulherada e enviou a receita do bolo. Logicamente que eu fiquei me coçando pra fazê-lo logo. Aproveitei que tinha um restinho de Coca na geladeira e fiz a minha versão, com algumas alterações, claro 🙂

– Fiz a versão cupcakes, usando as forminhas de muffins.

– Achei que a cobertura de chocolate não ia render muito com os bolinhos eresolvi usar uns confeitos de estrelinhas que eu tinha em casa. Visual nota 10.

– Aqui em casa só tinha essência de baunilha e achei que o bolo ficou com gosto de baunilha e não de chocolate.

– Usei Toddy, que é o achocolatado que tinha em casa. Marido é da turma que adora comer massa crua e disse que este bolo foi uns dos melhores que ele já provou – isso já antes de assar.

– Levei os bolinhos pra fiiiirma e o pessoal aprovou. Mas também, olha só como ficaram…

Ingredientes:                                  

·     02 cebolas

·     01 copo de leite

·     1/2 copo de óleo

·     100 gramas de margarina

·     sal

·     01 tablete de knor

·     06 xícaras de chá de farinha de trigo

·     50 gramas de queijo ralado

·     01 colher de sopa de fermento em pó

 

Modo de Preparar:

Colocar em uma tigela a farinha, o queijo ralado e o fermento em pó.

Bater no liqüidificador os demais ingredientes e misture aos poucos à farinha.

Amasse até ligar.

Faça rolinhos, corte e coloque em assadeira.

Leve ao forno para assar.

 

 

OBS. Podem ser congelados.


  • Nenhum
  • Chris: Ísis, esta receita é campeã aqui em casa!!! Beijos, Chris
  • Chris: Lê, você tem que colocar a forminha dentro da de empada/cupcake, senão a massa entorna... Tem umas formas feitas de papel manteiga, para paneto
  • carolmarques: Huuummm, deu água na boca! :) Beijocas!